O ser humano não consegue se fracionar, somos um todo e como tal é inevitável que a vida profissional e a vida familiar em alguns momentos se aproximem de tal forma que haja interferências tanto em casa como no local de trabalho. Mas do que lembrar de que é inútil tentar impedir que isso ocorra eu preciso também perguntar: Quem disse que essa interferência tem que ser negativa? Com a aproximação desses dois mundos nos temos em mãos uma estupenda fonte de motivação que pode fazer com que tanto o lar como a empresa sejam beneficiados. O que não falta no mundo corporativo são receitas motivacionais de autoajuda que tentam fazer com que uma equipe alcance suas metas de vendas, que a produção da fábrica aumente ou haja ao menos uma maior identificação dos funcionários com a empresa. As abordagens são variadas, algumas vezes somos remetidos ao mundo dos super-heróis, para as quadras esportivas, para o alto mar ou a escalada de uma montanha gelada. Outras vezes somos comparados aos animais leão, águia, elefante, formigas. Histórias tristes ou divertidas. Histórias de superação ou exemplos de fracasso. Existem coisas boas e ruins sendo feitas neste setor, mas a minha pergunta é: O que motivar mais um funcionário do que o bem estar do filho? Do que o sorriso da pessoa que ele ama e que torce por ele. Já que usam tantas histórias de superação para motivar, experimentem prestar atenção no discurso dos vencedores após as conquistas. Nunca parei pra contar, mas observe se a maioria deles não fala de algum membro da família no momento de agradecer ou oferecer uma vitória. Já observou quantos jogadores de futebol beijam a aliança, ou uma tatuagem com o nome da pessoa amada após um gol. E nas decisões eles não surgem no gramado com seus pequenos motivadores no colo? Porque na sua empresa a presença de um filho, do marido ou da esposa seria um empecilho? Vamos lá. Incentive que eles coloquem as fotos de seus entes na mesa de trabalho. Crie momentos para que as famílias de seus colaboradores se encontrem. Promova confraternizações. Promova uma formação que seja do interesse destes familiares. Por outro lado, o colaborador também pode ajudar neste processo. Fale bem de sua empresa em casa. Não leve para o lar apenas problemas e reclamações. Seus familiares precisam também ter uma simpatia pelo seu trabalho. Harmonize esta relação. Todos saem ganhando.

*Trecho do livro “ Fonte de morivação para superação”